O ato sexual segundo Leonardo da Vinci

A família real inglesa conserva no castelo de Windsor uma galeria com cerca de 600 desenhos originais de Leonardo da Vinci (1452–1519), provavelmente adquiridos por Charles II no século XVII. Entre eles, uma obra pode chamar bastante a atenção dos súditos da rainha. Trata-se de um desenho datado de 1492, no qual um casal é detalhado hemissecionado realizando a cópula.

A vagina da mulher recebe o pênis ereto do parceiro. Este apresenta duas estruturas tubulares distintas: uma para a condução de sêmen e outra para a eliminação da urina. Um outro desenho (não mostrado) demonstra o pênis seccionado transversalmente e evidencia ambos os canais.

O coração seria o responsável por bombear o sêmen para fora do saco escrotal. Interessantemente, o canal que conduz o sêmen é apresentado com diversas conexões com a medula e, obviamente, com o próprio encéfalo. Tais conexões demonstrariam uma natureza espiritual para o sexo e ilustram que o “cérebro” – a sede da alma para o mestre renascentista – participaria ativamente da procriação.

Já no corpo feminino, o sêmen desemboca junto ao útero, o qual se conecta com a mama da mulher por meio de um canal que ascende do abdômen ao tórax.

Dr Bento J Abreu

Editor do site, professor, pesquisador e interessado em assuntos atuais

Referência:

Dunn P. Leonardo Da Vinci (1452–1519) and reproductive anatomy. Arch Dis Child. 1997; 77: F249-F251

Gordon R. A assustadora história da medicina. 5a edição. Rio de Janeiro. Ediouro, 1996.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s