Por que a Fossa Radial é também conhecida como Tabaqueira Anatômica?

O hábito de inalar rapé, um pó obtido a partir da trituração de folhas de tabaco torradas e moídas, frequentemente misturado a substâncias aromáticas, foi relativamente comum na civilização ocidental e no Brasil até o século XX. Visto como um sinal de elegância, a aspiração da mistura provocava espirros contínuos por vários minutos.

O hábito de aspirar rapé provoca dependência e já foi inclusive condenado pelo papa e por reis. Interessantemente, durante uma epidemia de peste bubônica em Londres no século XVII, o rapé era considerado antisséptico e foi largamente utilizado no período.

Basicamente, o procedimento consistia em manter a mão com as articulações interfalângicas dos dedos II – V fletidas, enquanto se estendia as articulações metacarpofalângica e interfalângica do polegar, como em um sinal de “positivo”. Uma depressão triangular na região lateral do punho, formada pelos tendões dos músculos extensor curto do polegar/abdutor longo do polegar e do músculo extensor longo do polegar, torna-se bastante evidente.

Considerando que a mistura era armazenada numa pequena caixa própria para o tabaco, o local foi denominado como fossa radial ou tabaqueira anatômica, onde indivíduo colocaria o rapé antes de aspirá-lo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s