Minuto Anatômico #31: Polígono de Willis

Maria Tallitha Martins da Silva

O círculo arterial do cérebro é também conhecido pelo epônimo “polígono de Willis”, uma estrutura responsável pela vascularização arterial do encéfalo. É formado pela anastomose de várias artérias, as quais originam-se a partir de dois sistemas: carotídeo interno e vértebro-basilar.⁣⁣
⁣⁣
Você sabe qual a importância das artérias comunicantes?⁣⁣ As artérias comunicantes possibilitam que ainda haja manutenção do fluxo sanguíneo de forma adequada, em caso de oclusão de alguma artéria principal do polígono de Willis, como por exemplo, da artéria carótida interna. ⁣Veja mais informações abaixo:

BÔNUS:⁣⁣
Um dos processos patológicos que acometem os vasos sanguíneos do encéfalo são os acidentes vasculares cerebrais (AVC), que podem ser hemorrágicos ou isquêmicos. Estes suprimem a circulação de algumas áreas encefálicas, dessa forma, causando a morte do tecido nervoso, o que acarreta desordens motoras, sensoriais ou psicológicas. Há alguns fatores que aumentam as chances de desenvolver doenças vasculares, por exemplo: hipertensão arterial, tabagismo, diabetes, sedentarismo, aumento de colesterol, uso excessivo de álcool, uso de drogas ilícitas, obesidade.⁣⁣

Referências

MACHADO, A.;MACHADO L. H. Neuroanatomia Funcional. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora Atheneu, 2013. ⁣⁣
MENESES, M. S. Neuroanatomia Aplicada. 3. ed. Editora Guanabara, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s