Problematizaram os atlas de anatomia

Bento J Abreu

A imagem acima tem despertado celeuma nas Ágoras modernas. Por que não temos um atlas de Anatomia Humana com representações da pele negra? Seria uma forma de “racismo estrutural” como argumentam os incautos?!

Ora, não é preciso destrinchar muito a história para observarmos que a maior parte da literatura clássica da Anatomia – Netter, Sobotta, Prometheus, Gilroy, etc – foi desenvolvida por anatomistas das escolas européias e norteamericana. Seguindo a regra básica de normalidade, tais atlas apresentam a cor da pele, um mero fenótipo externo, como o padrão daquela população.

É verdade que a raça é um fator geral de variação anatômica, como qualquer aluno de graduação das áreas biomédicas sabe ou deveria saber… No entanto, é inviável elaborar um atlas específico para aborígenes, negros, índios brasileiros ou peruanos, eslavos e mongóis, entre tantos outros povos, não é mesmo?!

Por fim, é importante citar que não se consegue prender, processar, julgar e punir uma sociedade pelo crime de racismo, tendo em vista que isto é intangível, mas se pode realizar isso contra indivíduos que cometeram os crimes tipificados em lei. Quando se fala de “racismo estrutural”, um espantalho é eleito de forma pueril como a causa do problema: realmente existem pessoas racistas dentro de uma sociedade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s