Minuto anatomoclínico #15: Marcha de Trendelenburg

Sarah Beatriz Gurgel de Carvalho

Você conhece alguém que anda com uma marcha diferente, um “gingado” característico? Saiba que ela pode apresentar o sinal de Trendelenburg. Veja mais detalhes sobre o assunto a seguir!

Referências:

MOORE, K. L.; DALEY II, A. F. Anatomia orientado para a clínica. 7 .edição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s