Minuto anatomoclínico #1: Ossificação peniana

Jade L. A. M. Padilha Silva

Você já ouviu falar da ossificação de tecidos que, normalmente, não deveriam ossificar? Ou melhor dizendo, já imaginou a ossificação do pênis? Estreando o nosso mais novo quadro, com vocês o MINUTO ANATOMOCLÍNICO.⁣

Alguns podem sentir dor só de imaginar, mas na verdade a ossificação peniana geralmente é indolor. Ela está ligada à Doença de Peyronie, a qual corresponde à uma formação de fibrose no pênis resultante de traumas repetitivos, o que leva à sua deformidade e disfunção erétil.⁣ O tratamento para esse distúrbio é diverso, podendo envolver desde o uso de medicamentos, terapia de ondas de choque até intervenção cirúrgica. Veja mais informações a seguir.

Referências

• CAKAN, M. et al. The clinical characteristics of Peyronie’s patients with notching deformity. Journal of Sexual Medicine, v. 4, n. 4 II, p. 1174–1178, 1 jul. 2007.⁣
• DE ARRUDA, H. O. et al. Human penile ossification: Case report. Sao Paulo Medical Journal, 2007. ⁣
• EL HASBANI, G. et al. Penile ossification of the entire penile shaft found incidentally on pelvic x-ray. Urology Case Reports, v. 26, 1 set. 2019. ⁣
• SATYANARAYAN, A. et al. Penile ossification: A reconstructive challenge. Reviews in urology, v. 19, n. 1, p. 64–67, 2017. ⁣
• YILMAZ, I. E. et al. Penile ossification: A traumatic event or evolutionary throwback? Case report and review of the literature. Journal of the Canadian Urological Association, v. 7, n. 2, p. E112, fev. 2013.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s