Qual a diferença entre quimo e quilo?

Como é de conhecimento do leitor, a alimentação visa fornecer suprimento nutritivo ao organismo de forma periódica, para que assim possa realizar diversas funções como o reparo tecidual, a manutenção de novas reações químicas, a formação de novos tecidos etc. Na boca o alimento é mastigado, misturado à saliva e por fim deglutido, adquirindo o nome de bolo alimentar, que deve “seguir viagem” pelo canal alimentar até chegar ao estômago. Neste, o alimento será reduzido a porções menores e formará uma mistura com o suco gástrico, que é constituído por enzimas, ácido clorídrico e muco, principalmente. Esta mistura de consistência pastosa é denominada quimo. Aparentemente, o termo advém da palavra grega chymus, que significa suco.

O quimo pode então ser definido como um produto da digestão parcial que ocorre no estômago e que em seguida chega ao intestino delgado – local onde ocorre a maior parte da digestão e absorção de nutrientes – por meio de ondas de propulsão. Já no duodeno, a primeira porção do intestino delgado, o quimo se mistura ao suco entérico (do intestino), ao suco pancreático e à bile. Nesse processo de digestão, o quimo é transformado e adquire um aspecto mais esbranquiçado, passando-se a se chamar quilo (do grego chylus, outra palavra para se referir a suco).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s