Uma visão biomédica sobre a morte física de Jesus.

Mais uma sexta da paixão em que relembramos a dor e sofrimento da crucificação de Jesus a fim de dirimir nossos pecados. Que Deus nos abençoe…

Anatomia e Fisioterapia

A páscoa já passou e representou um momento singular para todos os cristãos. Jesus de Nazaré foi uma figura central na história da própria humanidade e, por meio de seu olhar e atenção aos doentes e necessitados, direcionou uma perspectiva humanista para a medicina moderna.

Os autores do artigo (veja abaixo) deixaram claro que as fontes empregadas foram baseadas não em um corpo ou em seus restos mortais, mas sim em escritos antigos e modernos de autores cristãos e não cristãos, assim como no Sudário de Turim; lembrando que a credibilidade dos relatos e escritos já fora confirmada por achados arqueológicos e por historiadores.

A última ceia ocorreu no dia 6 de abril e a crucificação no dia seguinte (dia 7 de abril). Encontrando-se no Jardim das Oliveiras e aparentemente sabendo que a hora de Sua morte chegaria em breve, Jesus começou a suar sangue. Este sintoma pode ser ocasionado…

Ver o post original 1.110 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s